SAIBA MAIS SOBRE PROTEÇÃO SOLAR E BRONZEAMENTO

 

A dermatologista Ligia Kogos esclarece dúvidas sobre bronzeamento e proteção solar. As informações são de artigo publicado pelo suplemento Equilíbrio do portal de notícias Folha Online. Clique aqui para ver o artigo.

 

Segundo Kogos, deve-se passar protetor solar meia hora antes da exposição ao sol, para aumentar a eficácia do produto, de preferência sem biquíni ou maiô, para não esquecer áreas da pele junto à roupa de banho.

 

Segundo a dermatologista, as pessoas neglicenciam o uso do protetor solar em áreas como as costas, o dorso dos pés, o pescoço e a região em torno das axilas.

 

Aplique o protetor solar como se fosse um hidratante, espalhando-o de forma homogênea. Kogos explica que se gasta em torno de 5 g do produto para cobrir o corpo todo.

 

A reaplicação do produto depende do grau de atividade física. Pessoas que praticam esportes e entram no mar devem reaplicar o produto duas vezes, se ficarem por volta de quatro horas na praia, com sol intenso.

 

Em dias de sol mais ameno, e com pouca atividade física, pessoas devem reaplicar o protetor solar apenas em regiões como rosto, ombros e colo.

 

A dermatologista segue dizendo que todas as apresentações de protetor solar (creme, gel, loção e outros) apresentam grande eficácia, mas que “produtos mais encorpados podem ter mais resistência à água e à transpiração, necessitando menos de retoques”.

 

Pessoas com queimaduras solares devem evitar banhos muito quentes ou muito frios, e utilizar hidratantes com uréia, lactatos, silicones ou dimeticones, óleos de avelã, macadâmia ou germe de trigo. Loções corporais pós-sol também são indicadas.

 

Para os casos de queimaduras graves, existem tratamentos que regeneram a pele, com produtos e equipamentos em hidratações profundas, e luzes calmantes e antiinflamatórias de equipamentos como o Multiwaves.

 

A dermatologista segue dizendo que o sol na praia é mais perigoso, pois a areia reflete a radiação solar. A brisa do mar atenua a sensação de calor, mas o sol continua a queimar a pele. Por fim, há o risco de adormecer tomando sol, e acordar com graves queimaduras solares.

 

 

Leia artigos anteriores deste blog sobre proteção solar e câncer de pele:

 

TATUAGEM E CÂNCER DE PELE

 

PROTEÇÃO SOLAR E VITAMINA D

 

CUIDADOS COM A PELE E OS CABELOS NO INVERNO

 

SOL CAUSA ENVELHECIMENTO PRECOCE DA PELE

 

TOMATE PROTEGE CONTRA RAIOS UV

 

CÂNCER DE PELE PREOCUPA ESPECIALISTAS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: