BRASILEIRO CONSOME SAL EM EXCESSO

 

 

Levantamento de 2006 revela que a população brasileira consome sal em excesso, o que contribui para a ocorrência de hipertensão arterial.

 

O trabalho, intitulado “V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial”, foi conduzido por 118 especialistas e patrocinado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, Sociedade Brasileira de Hipertensão e pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, com o apoio e a contribuição de nove sociedades médicas.

 

O brasileiro costuma comer de 10 a 12 g de sal ao dia. Mas não deveria ultrapassar 6 g (equivalentes a 2,4 g de sódio), o que corresponde a quatro colheres de café (4 g) rasas de sal adicionadas aos alimentos, que já contêm 2 g de sal.

 

Estudos já revelaram que povos que consomem pouco sal apresentam menor incidência de hipertensão arterial. É o caso, por exemplo, dos índios ianomâmi, entre os quais não há casos da doença.

 

A pressão arterial varia segundo o consumo de sal, tanto em pessoas com pressão sanguínea normal quanto em hipertensos. Estudos mostraram que a redução do consumo de sal tem efeito modesto, mas favorável, na redução da pressão arterial. Reduzir o excesso de sal e/ou perder peso pode prevenir a hipertensão arterial em 20%.

 

Para prevenir a hipertensão arterial, adote hábitos alimentares saudáveis. Além de reduzir o sal, recomenda-se controlar o peso, moderar o consumo de de álcool, controlar o consumo de gorduras e incluir alimentos ricos em potássio na alimentação diária.

 

Benefícios na restrição do consumo de sal: redução da pressão arterial; menor prevalência de complicações cardiovasculares; menor incremento da pressão arterial com o envelhecimento; possibilidade de prevenir a elevação da pressão arterial; regressão de hipertrofia miocárdica.

 

 

Hipertensos devem

1. Reduzir a quantidade de sal na elaboração de alimentos;

2. Retirar o saleiro da mesa;

3. Restringir o consumo de fontes industrializadas de sal (sódio): molhos prontos, sopas em pó, conservas, enlatados, congelados, frios, defumados, embutidos, temperos e salgadinhos.

 

 

Cloreto de Potássio

 

Para reduzir o consumo de sódio ou obter potássio na dieta, pode-se utilizar cloreto de potássio em lugar do sal. Mas o uso é contra-indicado em pacientes com risco de hiperpotassemia (elevação do potássio no sangue).

 

A suplementação de potássio promove redução modesta da pressão arterial. Procure consumir 4,7 g ao dia de potássio. Sua ingestão na dieta pode ser aumentada escolhendo-se alimentos pobres em sódio e ricos em potássio: feijões, ervilha, vegetais de cor verde escura, banana, melão, cenoura, beterraba, frutas secas, tomate, batata inglesa e laranja.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: